Núcleo de Estudos Açorianos convida para a 2ª edição do Pirão Cultural

17/04/2014 22:24

Créditos da Imagem: Betina Rosa

Na próxima quinta-feira, dia 24 de abril, a Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas realiza a 2ª edição do Projeto “Pirão Cultural: Um Encontro de Conhecimento e Sabor!”

O evento acontece às 18h, no Restaurante Francielle (Rua Rua Rio Amazonas, 135, bairro Zimbros). Na ocasião, será proferida  a palestra Folguedo do Boi de Mamão, com o historiador e museólogo, Gelci José Coelho “Peninha”.

(mais…)

Abertura da exposição “O Folguedo do Boi de Mamão” de Calazans Ribeiro foi um sucesso

11/04/2014 14:16

Boi Pandorga
Foto de Calazans Ribeiro

A abertura da exposição “O Folguedo do Boi de Mamão” de Calazans Ribeiro foi um sucesso. Um grande número de pessoas visitaram o Espaço Cultural do Núcleo de Estudos Açorianos para prestigiar mais uma exposição promovida pela Secretaria de Cultura da UFSC, com o apoio da Casa dos Açores e do Governo dos Açores. A Exposição contou com algumas autoridades, professores, diretores de escolas, Instituto Federal de São José, Casa dos Açores, membros do conselho do NEA. Além de várias pessoas que se interessam pela boa arte.
(mais…)

Núcleo de Estudos Açorianos (NEA/UFSC) sedia exposição sobre o Folguedo do Boi de Mamão

07/04/2014 10:00

A rica tradição folclórica do litoral catarinense ganhará formas e cores na arte do artista Calazans Ribeiro. A partir do dia 10/04 ele expõem suas telas sobre o Folguedo do Boi de Mamão, herança das raízes culturais açorianas. A mostra “O Folguedo do Boi de Mamão” ocorre no Espaço Cultural do Núcleo e Estudos Açorianos da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). A visitação será de segunda a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 17h.

Clique aqui para acessar o convite.

(mais…)

Lançamento do projeto Pirão Cultural

26/03/2014 18:32

Créditos da Imagem: Betina Rosa

O Núcleo de Estudos Açorianos (NEA/UFSC) convida a todos para o lançamento do projeto “Pirão Cultural: Um Encontro de Conhecimento e Sabor!”, da Fundação de Cultura de Bombinhas. O evento acontece no dia 27/03, às 18:00 no Restaurante Recanto do Marujo, na Praia da Lagoinha (Rua das Garoupas, n° 375, Centro, Bombinhas). Na ocasião, será proferida  a palestra Influência da Cultura Açoriana em Santa Catarina, com o Coordenado do NEA, Joi Cletison Alves. Além de debater aspectos culturais, os participantes terão oportunidade de degustar, durante o evento, um dos mais tradicionais pratos da região: o pirão com peixe!

(mais…)

Calendário das festas do Divino Espírito Santo em Santa Catarina – 2014

18/02/2014 15:31

Podemos afirmar com muita segurança que uma das marcas mais expressivas que a cultura portuguesa legou ao Brasil é a religiosidade. Esta religiosidade se manifesta de várias maneiras, mas o Culto ao Divino Espírito Santo, com devoção a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, é a expressão religiosa desta cultura que está presente praticamente em todos os recantos do nosso país, com traços comuns, bem demarcados e fortemente conceituados. A fidelidade a estes cultos remonta a origens medievais.


(mais…)

NEA/UFSC entrega TROFÉU AÇORIANIDADE a 12 personalidades e instituições LANCAMENTO DO 18ºAÇOR

31/08/2011 12:54

Cerimônia no dia 9 de setembro, em Sombrio, culminará com o lançamento da 18ª Festa da Cultura Açoriana em Santa Catarina, a maior do gênero no País.

Doze personalidades e instituições catarinenses receberão este ano o Troféu Açorianidade 2011 da Universidade Federal de Santa Catarina. A cerimônia ocorrerá no dia 9 de setembro, às 19h30min, no Sombrio Tênis Clube, na cidade de Sombrio, quando serão conhecidos os nomes das pessoas, instituições e empresas homenageadas por seu esforço e atuação em prol do desenvolvimento da pesquisa, preservação e divulgação da cultura açoriana em Santa Catarina. Além da entrega do troféu, o Núcleo de Estudos Açorianos da Secretaria de Cultura e Arte da UFSC promove neste dia o lançamento da 18ª AÇOR, maior Festa da Cultura Açoriana no Brasil, que se realiza a cada ano em um município diferente do Estado.

Criada em 1996 pelo Núcleo de Estudos Açorianos, a distinção reverencia todos os anos 10 personalidades, cada uma com um troféu alusivo ao nome de uma Ilha do Arquipélago Açoriano: São Miguel, Pico, Terceira, São Jorge, Graciosa, Santa Maria, Faial, Corvo, Flores. O último troféu leva o nome da Ilha de Santa Catarina, chamada carinhosamente de 10ª Ilha Açoriana. Neste ano, uma 11ª condecoração será conferida, o “Troféu Açorianidade Especial”, proposto e aprovado pelo Conselho Deliberativo do NEA, que indica e escolhe por votação os ganhadores do Troféu, segundo o coordenador do Núcleo, Joi Cletison. OEleito por concurso público, o design da estátua é de criação do artista plástico João Aurino Dias (Dão). O 12º troféu será dado, como de costume, ao município sede da Festa Açoriana, no caso, Sombrio.

Integrado por 58 instituições (prefeituras, universidades e fundações culturais) com sede no litoral de Santa Catarina que têm a preocupação de preservar os traços da cultura açoriana, o Conselho do NEA aprovou as seguintes condecorações: como grupo folclórico, o Boi de Mamão de São Paulinho, do município de Itapema; como artista plástico, Plínio Verani, de São José; como Instituição de Ensino Superior ou cultural, a UFSC – 50 Anos; como veículo de comuni ca ção a RIC Record – Jornal Noticias do Dia; como administração municipal, a Prefeitura Municipal de Barra Velha; como personalidade, Paulo Ri ca rdo Caminha; como pesquisador, Rosane Luchtemberg, de Bombinhas; como Empresa de Patrocínio, a Santa Catarina Turismo (Santur); como artesão, Vilson de Oliveira, de Gravatal; como Escola de Ensino Fundamental ou Médio a Escola Modelo, de Palhoça e como Troféu Especial, a festa a Marejada – 25 Anos.

A cerimônia culmina com o lançamento oficial do 18ª AÇOR – Festa da Cultura Açoriana do Estado de Santa Catarina, que este ano ocorrerá no município de Sombrio, de 23 a 25 de setembro. O objetivo do evento é mostrar o que há de mais autêntico e original de cultura açoriana no folclore, artesanato, danças, gastronomia e religiosidade, explica Cletison. Já foram sede do Açor os municípios de Itajaí, Imaruí, Imbituba, Penha, Içara, Porto Belo, Garopaba, São José, Araquari, Tijucas, São Francisco do Sul, Barra Velha, Laguna, Palhoça e Governador Celso Ramos.

Sob um grande pavilhão, 34 municípios e Instituições do litoral de Santa Catarina vão apresentar e comercializar em estandes culturais o seu artesanato de referência regional açoriana. Estandes, gastronomia, exposições fotográficas, mostra de vídeos, apresentações culturais, palestras e lançamentos de livros fazem do Açor a maior e mais diversificada festa da cultura açoriana no País. Nos três dias de festa serão mais de 50 apresentações folclóri ca s e três shows musi ca is no encerramento das noites.

A festa abre na sexta-feira, dia 23, às 19 horas, e no sábado, às 10 horas, na avenida Central da cidade de Sombrio, ocorrerá o esperado Desfile Folclórico dos Grupos participantes da festa. No domingo dia 26, às 9h30min, na Igreja Santo Antonio, será realizada a Missa do Encontro das Bandeiras do Divino Espírito Santo, com a participação de seis ca ntorias e 15 bandeiras do Divino Espírito Santo de vários municípios. Nos três dias uma praça de alimentação oferecerá ao público a oportunidade de saborear os quitutes e pratos típicos da culinária do litoral catarinense enquanto assiste às apresentações folclóricas e aos shows das bandas.

Realizada pelo NEA em conjunto com a Casa da Cultura de Sombrio, a Festa da Cultura Açoriana de Santa Catarina é promovida pela Universidade Federal de Santa Catarina e Prefeitura Municipal de Sombrio, com apoio cultural do Governo do Açores, Funcultural e Governo do Estado de Santa Catarina.

Mais informações:  48 3721-8605 ou 48 35331958 ou www.nea.ufsc.br
Divulgação: Raquel Wandelli
raquelwandelli@yahoo.com.br  99110524  www.secarte.ufsc.br

RELAÇÃO DOS AGRACIADOS COM O TROFÉU AÇORIANIDADE 2011

Troféu Açorianidade 2011 – Ilha Terceira
Grupo Folclórico
Boi de Mamão de São Paulinho – Itapema

Troféu Açorianidade 2011 – Ilha das Flores
Artista Plástico
Plínio Verani – São José

Troféu Açorianidade 2011 – Ilha São Miguel
Instituição de Ensino Superior ou Cultural
UFSC – 50 Anos

Troféu Açorianidade 2011 – Ilha do Pico
Veículo de Comuni ca ção
RIC Record – Jornal Noticias do Dia

Troféu Açorianidade 2011 – Ilha do Faial
Administração Municipal
Prefeitura Municipal de Barra Velha

Troféu Açorianidade 2011 – Ilha São Jorge
Personalidade
Paulo Ri ca rdo Caminha

Troféu Açorianidade 2011 – Ilha Graciosa
Pesquisador
Rosane Luchtemberg – Bombinhas

Troféu Açorianidade 2011 – Ilha Santa Maria
Empresa Patrocínio
Santa Catarina Turismo – SANTUR

Troféu Açorianidade 2011 – Ilha do Corvo
Artesão
Vilson de Oliveira – Gravatal

Troféu Açorianidade 2011 – Ilha Santa Catarina
Escola de Ensino Fundamental ou Médio
Escola Modelo – Palhoça

Troféu Açorianidade 2011 – Especial
Marejada – 25 Anos

Troféu Açorianidade 2011 – 18º AÇOR
18 ª Festa da Cultura Açoriana de Santa Catarina
Prefeitura Municipal de Sombrio

Tuna da Faculdade de Medicina do Porto. Apresentações em Florianópolis

19/08/2011 11:17

Florianópolis estará recebendo na próxima semana a Tuna Acadêmica da Faculdade de Medicina da Universidade dom Porto/ Portugal.

De acordo com o dicionário português online Priberam, tuna é o grupo de rapazes que organiza concertos musicais.  Diretamente de Portugal, a Tuna Academica da Faculdade de Medicina do Porto se apresenta em Florianópolis entre os dias 24 e 26 de agosto. Na UFSC, o grupo estará na escadaria do Departamento de Cultura e Eventos no dia 25, às 12h30min.
Vestidos de preto, os tunos, como eles mesmos se denominam, têm repertório “inspirado nos vibrantes e saudosos anos trinta, quarenta e cinqüenta”, que “traduz a consciência musical coletiva de um grupo tão heterogéneo e multicultural de jovens estudantes de Medicina como o que constitui a nossa tuna”.

Fundado em 1991, o grupo já lançou três CDs e se apresentou em mais de 30 países (incluindo o Brasil, em 1999 e 2005), pois entendem que “as fronteiras da nossa querida cidade e do nosso amado país se tornam demasiado claustrofóbicas e castradoras, levando-nos a percorrer, frenética e constantemente, fronteira após fronteira. Ao sabor do vento, levados pela maré, escondidos pelo luar, espalhando a nossa música”.

A sua esta em Santa Catarina esta sendo organizado pelo Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC, Consulado de Portugal, Associação Lusa Brasileira e Casa dos Açores.

Programação:
24/08 Largo da Alfândega, 18h00
25/08 Escadaria do Centro de Eventos da  UFSC – 12h30;
Santo Antônio de Lisboa, Cantina  – Sangiovese – 19h30
26/08 Restaurante Sobrália, Trindade – 12h;
Ingleses, Papapizza Net – 20h
27/08 Itajaí

Informações:
99033807 (Prof. Lupi/Consun de Portugal)
37218605 ( Joi/Núcleo de Estudos Açorianos0)
9997.8290 (Sergio/Associação Luso Brasileira)
47 9103 7359 (Célia/ Apresentação em Itajaí)

Mais informações:
http://www.youtube.com/results?search_query=tuna+medicina+porto&aq=f
http://www.facebook.com/TunaMedicinaPorto  ou   http://tuna.med.up.pt/

Arquipélago dos Açores e Litoral Catarinense – Século XVIII a XXI

08/07/2011 11:57

Após a dissolução da União Ibérica em 1640, iniciouse a disputa pelas terras do Brasil Meridional. Na época, as coroas portuguesa e espanhola assinaram o Tratado uti possidetis, reconhecendo que o dono de um território seria quem nele estivesse estabelecido.

Começa, então, a corrida entre Portugal e Espanha para ocupar o território anteriormente demarcado pelo Tratado de Tordesilhas.

Veja artigo completo em PDF clicando aqui ou sobre a imagem a direita.

Autor: Joi Cletison

Governo dos Açores e UFSC / NEA discutem pauta de acordos culturais

17/06/2011 11:54

Em sua primeira visita ao Brasil, a Directora Regional das Comunidades do Governo Regional dos  Açores se reúne com reitor e pesquisadores do Núcleo de Estudos Açorianos da Universidade Federal de Santa Catarina para apresentar propostas de intercâmbio e aproximação cultural.

Intercâmbios profissionais, parcerias e acordos entre a Universidade Federal de Santa Catarina e Açores ficaram acertados a partir da primeira visita oficial da diretora regional das Comunidades do Governo de Açores Maria da Graça Castanho nesta semana ao Brasil e a Florianópolis. Empossada em outubro passado no cargo, Castanho esteve na Capital nos dias 14 e 15, visitando a Universidade Federal de Santa Catarina e o Núcleo de Estudos Açorianos e a Casa Dos Açores de Santa Catarina.

Responsável pelos acordos culturais com comunidades açorianas de todo mundo, além do cuidado com repatriados, imigrantes e emigrantes dos Açores, a diretora apresentou as novas diretrizes da presidência da Região Autônoma dos Açores. Em encontro com o vice-reitor da UFSC Carlos Alberto da Silva e com pesquisadores da equipe do NEA, Castanho anunciou os projetos que deverá implantar na área de turismo para jovens e pessoas de Terceira Idade, incluindo concursos na área literária e jornalismo. Convidado oficialmente a visitar os Açores, o vice-reitor falou sobre o trabalho do NEA na valorização da cultura açoriana. “Preservar o legado dessa cultura em Santa Catarina é preservar a qualidade de vida caracterizada pela tranqüilidade do homem do nosso litoral”, destacou.

Em reunião com a produção do filme A Antropóloga  foi alinhavada ainda a viagem do diretor do, Zeca Nunes Pires, com a atriz principal Larissa Bracher para exibir a obra nos Cinemas da Horta, Angra e Ponta Delgada nas três maiores ilhas do arquipélago dos Açores, seguida de debate com jornalistas e escolas.

Castanho também teve reunião com a empresa EquipeDigital.com responsável pela criação e manutenção do portal das ComunidadesAçorianas.org, que disponibiliza artigos  sobre cultura açoriana, aberto a todas as comunidades do mundo e de modo colaborativo. Foi aprovada a manutenção do Portal das Comunidades e traçado estratégias para ampliar a sua divulgação e também atingir as camadas mais populares que estão fora das universidades.

Segundo o coordenador do Núcleo, Joi Cletison, que acompanhou toda a agenda da diretora em Florianópolis, hoje o litoral de Santa Catarina conhece mais os Açores do que o contrário. Depois de Florianópolis, Dra. Maria da Graça Castanho  completara sua visita técnica na Casa dos Açores do Rio Grande do Sul e em San Carlos no Uruguai. Antes de vir ao sul, esteve nas Casas dos Açores do Rio de Janeiro, São Paulo.

A visita do dia 14 encerrou com a participação da diretora na abertura da mesa redonda ‘Conversas sobre os Portugueses’, que iniciou às 19 horas no Palácio Cruz e Sousa, com a participação de cerca de cem pessoas. No evento, promovido pelo NEA em parceria com a Fundação Catarinense de Cultura no Museu Histórico de Santa Catarina, o arquiteto Roberto Tonera, falou sobre a consolidação das froneiras do Brasil com a construção do sistema de fortificações no século XVIII.  O Professor Doutor João Lupi, Cônsul Honorário de Portugal em Florianópolis, fez uma abordagem antropológica e poética sobre o que identifica em termos comportamentais, o modo de ser português em Portugal e no sul do Brasil. Assuntos como a instalação dos portugueses em Santa Catarina, as vicissitudes de Portugal, a diversidade da emigração para o Brasil e a herança deixada pelo povo português também fizeram parte das discussões.

Continuam abertas no Museu Histórico até o dia 15 de julho as exposições “Os Portugueses na Ilha de Santa Catarina”  com fotografias d Joi Cletison e “Fortalezas da Ilha de Santa Catarina” para quem quiser conhecer mais de perto a força dessa herança.

Raquel Wandelli
Assessora de Comunicação da SeCArte/UFSC