Exposição fotográfica traz Açores a São José

16/03/2011 19:01

Arquitetura, festas populares, costumes tradicionais, e também as belezas naturais são temas da exposição Açores, de Joi Cletison: as 17 fotos ampliadas trazem imagens das ilhas do Pico, São Jorge, Terceira, Graciosa, Faial, São Miguel e Corvo, e ficam expostas de 17 de março até 03 de abril no Shopping Ideal (São José/SC).

Diretor do Núcleo de Estudos Açorianos (NEA) da UFSC, Joi montou a exposição para comemorar os 260 anos da chegada dos emigrantes açorianos que povoaram o sul do Brasil, especificamente o Estado de Santa Catarina. O evento faz parte da programação da Mostra Açoriana em comemoração ao dia do município de São José (19/03). Além das exposições fotográficas, haverá apresentações do Folclore Açorianos e também demonstração e venda do artesanato de referência açoriana.

Joi atua como fotógrafo há mais de 25 anos e tem dezenas de exposições realizadas no Brasil e no exterior. A proposta da exposição é percorrer as diversas cidades do litoral de SC povoadas por emigrantes açorianos.

Mais Informações 48-3029.7305 ou Esta imagem contém um endereço de e-mail. É uma imagem de modo que spam não pode colher.

Fotografias para divulgação: http://www.nea.ufsc.br/fotos_joi_cletison_acores.zip

SERVIÇO:
Local: Shopping Ideal, Rua Adão Manoel da Silva, nº 584 – Areias, São José/SCPeríodo: 17/03 a 3/04/2011 das 10 às 22 horas.

Promoção: Shopping Ideal, RIC Record e Universidade Federal de santa Catarina

Apoio Cultural: Governo Autônomo dos Açores e Agencia de Comunicação da UFSC

Realização: Núcleo de Estudos Açorianos/UFSC

Texto de apresentação:

“A proposta desta exposição é viajarmos pelo Arquipélago dos Açores através da visão panorâmica e fotográfica de Joi Cletison. Usando o seu afinado e seleto olhar ele nos apresenta aspectos dos Açores e dos Açorianos, desde a paisagem, o cotidiano, a arquitetura, as tradições, a brincadeira com o touro, a religiosidade, o culto ao Divino Espírito Santo, em momentos cristalizados nestas fotografias.

O Arquipélago dos Açores é formado por nove ilhas de formação vulcânica (Santa Maria, São Miguel, Terceira, Faial, Pico, São Jorge, Flores, Graciosa e Corvo) e está localizado no Atlântico Norte a uma distância aproximada de 1.600 km do continente europeu.

Conhecendo um pouco das Ilhas Atlânticas, certamente que nos reconheceremos açorianos no nosso Litoral Catarinense e na nossa Ilha de Santa Catarina”.

Francisco do Vale Pereira

Historiador/NEA/UFSC

Exposição fotográfica traz Açores a São José

16/03/2011 12:25

Foto: Joi Cletison

Arquitetura, festas populares, costumes tradicionais, e também as belezas naturais são temas da exposição Açores, de Joi Cletison: as 17 fotos ampliadas trazem imagens das ilhas do Pico, São Jorge, Terceira, Graciosa, Faial, São Miguel e Corvo, e ficam expostas de 17 de março até 03 de abril no Shopping Ideal (São José/SC).

Diretor do Núcleo de Estudos Açorianos (NEA) da UFSC, Joi montou a exposição para comemorar os 260 anos da chegada dos emigrantes açorianos que povoaram o sul do Brasil, especificamente o Estado de Santa Catarina. O evento faz parte da programação da Mostra Açoriana em comemoração ao dia do município de São José (19/03). Além das exposições fotográficas, haverá apresentações do Folclore Açorianos e também demonstração e venda do artesanato de referência açoriana.

Joi atua como fotógrafo há mais de 25 anos e tem dezenas de exposições realizadas no Brasil e no exterior. A proposta da exposição é percorrer as diversas cidades do litoral de SC povoadas por emigrantes açorianos.

Mais Informações 48-3029.7305 ou Esta imagem contém um endereço de e-mail. É uma imagem de modo que spam não pode colher.

SERVIÇO:
Local: Shopping Ideal, Rua Adão Manoel da Silva, nº 584 – Areias, São José/SCPeríodo: 17/03 a 3/04/2011 das 10 às 22 horas.

Promoção: Shopping Ideal, RIC Record e Universidade Federal de santa Catarina

Apoio Cultural: Governo Autônomo dos Açores e Agencia de Comunicação da UFSC

Realização: Núcleo de Estudos Açorianos/UFSC

Texto de apresentação:

“A proposta desta exposição é viajarmos pelo Arquipélago dos Açores através da visão panorâmica e fotográfica de Joi Cletison. Usando o seu afinado e seleto olhar ele nos apresenta aspectos dos Açores e dos Açorianos, desde a paisagem, o cotidiano, a arquitetura, as tradições, a brincadeira com o touro, a religiosidade, o culto ao Divino Espírito Santo, em momentos cristalizados nestas fotografias.

O Arquipélago dos Açores é formado por nove ilhas de formação vulcânica (Santa Maria, São Miguel, Terceira, Faial, Pico, São Jorge, Flores, Graciosa e Corvo) e está localizado no Atlântico Norte a uma distância aproximada de 1.600 km do continente europeu.

Conhecendo um pouco das Ilhas Atlânticas, certamente que nos reconheceremos açorianos no nosso Litoral Catarinense e na nossa Ilha de Santa Catarina”.

Francisco do Vale Pereira

Historiador/NEA/UFSC

Exposição – Memórias do Engenho Andrade. Pinturas de Neri Andrade

15/03/2011 19:00

O espaço Cultural do Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC abre o calendário de exposições de 2011 com a exposição de pinturas “Memórias do Engenho Andrade”.

As obras de Neri Andrade não impressionam somente pelo cromatismo, mas principalmente pela poesia de suas telas que retratam os Casarios, os engenhos, as festas religiosas, cenas rurais, as lidas da roça e o trabalho da pesca.As pinturas naif do artista retratam a herança cultural que os casais açorianos deixaram na Ilha de Santa Catarina, que hoje carinhosamente chamamos “Décima Ilha do arquipélago dos Açores”.

Nesta exposição o artista nos convida a uma viagem fascinante através de suas obras, retrata imagens de sua infância no engenho e no casarão Andrade onde nasceu e viveu grande parte de sua vida.Neri começou a pintar no final da década de setenta, portanto com mais de 30 anos de carreira. No ano de 2004 foi escolhido para representar o Brasil no Catálogo Internacional da CFM The Power of Flinght, da General Eletric, produtora de turbinas para aeronaves. Em 2006 foi premiado na Bienal Naif de Piracicaba/SP, com a obra “Pescaria Noturna” e “Interior de Engenho”. O critico de arte Oscar D’Ambrosio escreveu sobre a obra de Neri “O segredo está em não oferecer o obvio, mas criar uma visão pessoal de um universo no qual se sente à vontade por conviver com ele desde criança. A localidade que ele pinta não existe mais da maneira que Neri Andrade o retrata, mas é preservado pela sua memória, pela forma como transforma suas lembranças em obras bem elaboradas.”

Local:
Espaço Cultural NEA
Núcleo de Estudos Açorianos
Universidade Federal de Santa Catarina

Período: 15 de março a 15 de maio de 2011.

Visitação: 2ª a 6ª feira das 9 às 12 e das 14 às 17 horas

Informações: (48) 3721.8605 ou (48) 32352572 ou nea@nea.ufsc.br

Fotografias para divulgação: http://www.nea.ufsc.br/ExposicaoEngenho_NeriAndrade_2011.zip

Veja reportagem sobre a exposição: http://www.youtube.com/user/MelloJanine?feature=mhum#p/u/10/Rhwo4Nk9klI

Promoção:
Universidade Federal de Santa Catarina
Secretaria de Cultura e Arte

Realização:
Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC

Apoio:
AGECOM/UFSC
Direcção Regional dos Açores/Governo dos Açores

PROGRAMAÇÃO 17º AÇOR. Festa da Cultura Açoriana de Santa Catarina

18/10/2010 18:55

5/11 – Sexta-feira

18:30 Abertura da Praça da Gastronomia Típica de Base Açoriana.
Abertura dos Estandes Culturais, Exposições Temáticas
19:00 Apresentações Folclóricas
19:30 Abertura Oficial do 17º AÇOR, com pronunciamentos oficiais
20:30 Visita das Autoridades aos Estandes Culturais
21:00 Apresentações Folclóricas
23:30 Show Musical de Encerramento
24:00 Encerramento das visitas aos Estandes Culturais e Exposições

6/11 – Sábado
10:00 Desfile do 17º AÇOR. Grupos Folclóricos, Municípios e Instituições que participam da
17° Festa da Cultura Açoriana de Santa Catarina. Local: Rua Gerino Delmiro dos Santos – Fazenda da Armação – Governador Celso Ramos
11:30 Abertura da Praça de Alimentação
12:00 Abertura dos Estandes Culturais e Exposições
12:00 às 23:30 – Apresentações Folclóricas
23:30 Show Musical de Encerramento
24:00 Encerramento das visitas aos Estandes Culturais e Exposições

7/11 – Domingo
9:00 Missa do Encontro das Bandeiras e Folias do Divino Espírito Santo.  Local: Capela São Sebastião – Fazenda da Armação
11:30 Abertura da Praça de Alimentação
12:00 Abertura dos Estandes Culturais e Exposições
12:00 às 20:00 – Apresentações Folclóricas
19:00 Encerramento das visitas aos Estandes Culturais

GASTRONOMIA
Comida Típica de Base Açoriana: almoço e jantar, café açoriano e outros quitutes.
5/11 das 18:00 às 24:00 horas (Sexta-feira)
6/11 das 11:30 às 24:00 horas (Sábado)
7/11 das 11:30 às 20:00 horas (Domingo)

ESTANDES CULTURAIS
Exposições dos Municípios e Instituições mostrando as referências da Cultura de Base Açoriana do Litoral Catarinense (artesanato, utensílios, artesões produzindo, etc).

EXPOSIÇÃO DAS ESCOLAS DE GOVERNADOR CELSO RAMOS Apresentando a comunidade os conteúdos trabalhados em sala de aula para valorização e preservação da herança cultural açoriana no município. Escolas participantes: Alaíde da Silva Mafra, Aderbal Ramos da Silva, Dalma Luz de Azevedo, Dulce Godinho Nazário, Eudes Mafra, Elvira Sardá da Silva, Generosa Colondino Galo, João Baldança Sobrinho, Julia Sagas, Lucia Francisca Sagas, Maria Amália Cardoso, Maria Veríssimo da Silva, Miguel Pedro dos Santos,  Ondina da Silva Rosa, Senhora dos Navegantes, Sílvia Prazeres da Silva,  e  Roberto Manoel Callado.
Datas e horários de funcionamento:
05/11 das 18:00 às 24:00 horas
06/11 das 12:00 às 24:00 horas
07/11 das 12:00 às 19:00 horas

EXPOSIÇÕES
“Açores” Mostra imagens de varias ilhas do arquipélago açoriano enfocando arquitetura, costumes e belezas naturais. Fotografias de Joi Cletison.
“Os Açores” Exposição do fotografo português Mauricio de Abreu, que apresenta imagens das freguesias rurais e tradições culturais no Arquipélago dos  Açores. Pavilhão do Evento no horário de funcionamento dos estandes.

OFICINAS
O Projeto Saber Fazer: tem como proposta estimular às práticas artesanais tradicionais desenvolvidas pelos descendentes de açorianos no litoral catarinense, buscando elevar a auto-estima desses habitantes, rea-firmando o indivíduo e a coletividade. No AÇOR estaremos mostrando a produção da renda de crivo, tecelagem, cerâmica figurativa, cestaria e renda de bilro.

Demonstração: em vários estandes das Instituições
participantes os artesãos estarão exibindo suas técnicas de produção e também comercializando seus produtos.

FEIRA INDUSTRIAL E COMERCIAL DA 2º MAR&FESTA
Teremos um pavilhão com a feira da industria e  do comercio do município de Governador Celso Ramos organizado pela Secretaria Municipal de Esportes e Turismo.
Datas e horários de funcionamento:
Local:Rua Maria Luiza dos Santos, Praia da Camboa
05/11 das 18:00 às 24:00 horas

06/11 das 12:00 às 24:00 horas
07/11 das 12:00 às 20:00 horas

MOSTRA DE VÍDEOS
Projeção de vídeos temáticos filmados no litoral de Santa Catarina e no Arquipélago dos Açores, tendo como tema: Religiosidade, Festas populares, touradas a corda, artesanato, danças folclóricas e outros. Exibição do documentário “Ganchos entre Mares e Montanhas” de Tatiana Kviatkoski que mostra a herança cultural açoriana na cidade de Governador Celso Ramos.
Horários e programação no local.

PARTICIPAM DO 17º AÇOR
Prefeituras: Araquari, Barra Velha, Biguaçu,  Bombi-nhas, Criciúma, Florianópolis, Garopaba, Gravatal, Governador Celso Ramos, Içara, Itajaí, Imbituba, Itapema, Jaguaruna, Laguna, Palhoça, Paulo Lopes, Penha, Porto Belo, São Francisco do Sul, São José, e Sombrio.
Instituições: Associação Luso Açoriana de Itajaí, ASSIART/Imbituba, ABOMSPI/Itapema, Consulado de Portugal em Florianópolis, Casa dos Açores Ilha de Santa Catarina, Casa da Cultura de Sombrio, Escola de Oleiros de São José, Fundação Cultural de Itajaí, Fundação Municipal de Cultura de São José, Fundação Genésio Miranda Lins, Fundação de Cultura de Ara-quari,  Fundação Cultural de Bombinhas, Fundação Cul-tural de Laguna, Fundação Franklin Cascaes, Fundação Cultural de Porto Belo, Fundação Cultural Ilha de São Francisco do Sul, Fundação Cultural de Criciúma, Grupo Folclórico Mistura, Grupo Folclórico Alegria, Grupo Arcos/Biguaçu, Grupo Rancho Açoriano, Grupo Folcló-rico Reis do Oriente, Grupo Folclórico Casa dos Açores do Estado do Rio Grande do Sul, Grupo Folclórico Ale-gria/Porto Belo, Grupo Cultural Cru de Teatro e Boi de Mamão, Grupo Açor Sul Catarinense,  Grupo Folclórico da Terceira Idade do CDS/UFSC, Instituto Boimamão/ Bombinhas, Olaria Beira-Mar/São José, Santa Catarina Turismo/SANTUR, Projeto Fortalezas da Ilha de Santa Catarina / UFSC, Museu Histórico de São Francisco do Sul, Universidade Federal de Santa Catarina.

AMBIENTAÇÃO DA CIDADE:
Escolas Municipais de Governador Celso Ramos.DECORAÇÃO DO PAVILHÃO DA FESTA: Equipe da Secretaria de Educação e Cultura de Governador Celso Ramos com obras dos artistas Maria Terezinha Flores da Silva e Marcio José Schutz, cedidas ao 17º AÇOR pela Secretaria de Educação e cultura de Palhoça.Execução: Decio David, Jane Francisca Campos, Manoel Donizete Velho, Seu Rubinho e Serginho.

AGRADECIMENTO:
Agradecemos a colaboração do Conselho Deliberativo do NEA da Universidade Federal de Santa Catarina / SECARTE, Prefeitura Municipal de Governador Celso Ramos e Comunidade de Ganchos. Este apoio foi decisivo para a realização da 17º Festa da Cultura Açoriana de Santa Catarina.

INFORMAÇÕES:
Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC. (48) 3721-8605 / www.nea.ufsc.br
Prefeitura Municipal de Governador Celso Ramos. (48) 3262.0434

TROFÉU AÇORIANIDADE 2010

08/10/2010 18:54

Na entrega do troféu, Núcleo de Estudos Açorianos lança a 17ª Festa Açoriana, que ocorrerá em Governador Celso Ramos

Dez personalidades catarinenses serão agraciadas este ano com o Troféu Açorianidade 2010 pela Universidade Federal de Santa Catarina. A cerimônia ocorrerá no dia 21 de outubro às 19h30min, no Centro Adventista de Treinamento na Praia de Palmas em Governador Celso Ramos (Catre), quando serão conhecidos os nomes das pessoas, instituições e empresas homenageadas por atuar na pesquisa, preservação e divulgação da cultura açoriana em Santa Catarina. Na cerimônia, o Núcleo de Estudos Açorianos da Secretaria de Cultura e Arte da UFSC fará também o pré-lançamento da 17ª AÇOR – Festa da Cultura Açoriana de Santa Catarina.

Criada em 1996 pelo Núcleo de Estudos Açorianos, a distinção reverencia todos os anos 10 personalidades, cada uma com um troféu alusivo ao nome de uma Ilha do Arquipélago Açoriano: São Miguel, Pico, Terceira, São Jorge, Graciosa, Santa Maria, Faial, Corvo, Flores. O décimo troféu leva o nome da Ilha de Santa Catarina, chamada carinhosamente de 10ª Ilha Açoriana. Neste ano, o Nea criou mais uma condecoração, o “Troféu Açorianidade Especial”, para o embaixador de Portugal no Brasil, o Dr. João Manuel Guerra Salgueiro. O design da estátua foi escolhido em concurso público que aprovou a criação do artista plástico João Aurino Dias (Dão). As indicações e a votação final para escolha dos ganhadores do Troféu é feita pelo Conselho Deliberativo do NEA, composto por 58 instituições (prefeituras, universidades e fundações culturais) sediadas no litoral de Santa Catarina que têm a preocupação de preservar os traços culturais trazidos pelos açorianos há mais de 260 anos, segundo Joi Cletison Alves, coordedor do Núcleo.

De caráter estadual, a 17ª AÇOR – Festa da Cultura Açoriana do Estado de Santa Catarina acontece a cada ano em uma cidade diferente do litoral catarinense com o objetivo de mostrar o que há de mais autêntico e original de cultura açoriana no folclore, artesanato, danças, gastronomia e religiosidade, conforme o coordenador de comunicação do NEA, Francisco do Vale Pereira. Este ano, a sede do evento será o município Governador Celso Ramos, de 5 a 7 de novembro. Já foram sede do Açor as cidades de Itajaí, Imaruí, Imbituba, Penha, Içara, Porto Belo, Garopaba, São José, Araquari, Tijucas, São Francisco do Sul, Barra Velha, Laguna, Governador Celso Ramos e Palhoça.O evento inclui exposições, mostra de vídeos, apresentações culturais, palestras e lançamentos de livros. Um pavilhão com estandes culturais onde estarão representados 36 municípios e instituições do litoral de Santa Catarina, apresentando o seu artesanato de referência regional com base na cultura açoriana. Nesse espaço diversos artesãos vão produzir e comercializar suas peças. Nos três dias de festa haverá mais de 60 apresentações folclóricas e dois shows musicais no encerramento das noites dos dias 5 e 6 de novembro.

No dia 6 de novembro, às 10 horas, na Praia da Gamboa, em Governador Celso Ramos, acontecerá o Desfile Folclórico, com os grupos participantes do evento e no domingo, dia 7, às 9h30min, na Igreja da Fazenda da Armação, será realizada a Missa do Encontro das Bandeiras do Divino Espírito Santo. Estão confirmadas seis cantorias (folias do Espírito Santo) e 12 bandeiras do Divino Espírito Santo de vários municípios. Promovida pela Universidade Federal de Santa Catarina e Prefeitura Municipal de Governador Celso Ramos, a Festa da Cultura Açoriana de Santa Catarina é uma realização do Núcleo de Estudos Açorianos da SeCArte/UFSC em conjunto com as Secretarias Municipais de Educação e Cultura e a Secretaria de Turismo e Esportes.

Informações pelo fone 48 3721-8605 ou na página www.nea.ufsc.br

RELAÇÃO DOS AGRACIADOS COM O TROFÉU AÇORIANIDADE 2010

Troféu Açorianidade 2010 – Ilha Terceira
Grupo Folclórico
Grupo Folclórico Mocinhas da Cidade
(Cidade de Araquari)

Troféu Açorianidade 2010 – Ilha do Pico
Veículo de Comunicação
Programa Cultura Açoriana
(Cidade de Imbituba)

Troféu Açorianidade 2010 – Ilha do Faial
Administração Municipal
Prefeitura Municipal de Itajaí

Troféu Açorianidade 2010- Ilha São Jorge
Personalidade
Manoel José da Silva e Maria Zumira da Silva
(Cidade de Governador Celso Ramos)

Troféu Açorianidade 2010 – Ilha São Miguel
Instituição de Ensino Superior ou Cultural
Engenho Andrade
(Cidade de Florianópolis)

Troféu Açorianidade 2010 – Ilha Graciosa
Pesquisador
Vera Eli Pereira Pires
(Cidade de Bombinhas)

Troféu Açorianidade 2010 – Ilha das Flores
Artista Plástico
Paulo Vilalva e Osmarina Vilalva
(Cidade de Florianópolis)

Troféu Açorianidade 2010 – Ilha do Corvo
Artesão
Rosana Carvalho da Silveira
(Cidade de São Francisco do Sul)

Troféu Açorianidade 2010 – Ilha Santa Catarina
Escola de Ensino Fundamental ou Médio
Escola Maria da Glória Veríssimo de Farias
(Cidade de Itapema)

Troféu Açorianidade 2010 – Especial
Dr. João Manuel Guerra Salgueiro
Embaixador de Portugal no Brasil

Troféu Açorianidade 2010 – 17º AÇOR
17 ª Festa da Cultura Açoriana de Santa Catarina

CONCURSO INTERNACIONAL AZORES COMBO ART CAMP

29/07/2010 18:51

A segunda edição do concurso internacional “Azores Combo Art Camp” é promovida pelo Governo dos Açores e organizado pela MaLa Cooperativa Cultural CRL.Este concurso tem como objectivo promover a criatividade baseado na combinação entre as técnicas artesanais de utilizar o vime e as inovações estéticas contemporâneas, através do redesenho ou criação de peças maioritariamente compostas por vime.

Desde o povoamento dos Açores, os trabalhos executados com vime, no arquipélago são, na sua maioria, mobiliário, cestos para trabalhos agrícolas, para actividades relacionadas com a pesca e para uso doméstico.O Azores Combo Art Camp conta com a imaginação e criatividade dos jovens para a revitalização e modernização desta tradição e é destinado a jovens de qualquer nacionalidade e residentes em qualquer país do mundo, com idade entre os 18 e os 35 anos, profissionais ou estudantes de Artes, Arquitectura ou Design e criativos em geral.

As candidaturas estão abertas de 1 de Julho a 18 de Outubro de 2010 e serão sujeitas a uma selecção por um júri constituído por 5 elementos e presidido por Josep Cerdá, professor catedrático da Faculdade de Belas Artes de Barcelona.Os autores dos projectos vencedores terão a oportunidade de materializá-lo em parceria com um artesão numa residência artística que decorrerá em Ponta Delgada, ilha de São Miguel – Açores – no Teatro Micaelense de 20 a 29 de Novembro de 2010.

Os custos relativos às viagens, alimentação e execução dos anteprojectos serão inteiramente suportados pela MaLa Cooperativa Cultural.

Outras informações e respectivo regulamento estão disponíveis em www.azorescombo.org/artcamp.

Exposição AÇORES. Fotografias de Joi Cletison.

29/07/2010 18:50

A exposição fotográfica ”Açores” é composta de 17 imagens ampliadas tamanho 80X100cm estas imagens foram feitas em várias ilhas do arquipélago dos Açores, mostram arquitetura, festas populares, costumes tradicionais, e também as belezas naturais do arquipélago. Na exposição poderemos ver imagens das ilhas do Pico, São Jorge, Terceira, Graciosa, Faial, São Miguel e Corvo.

A exposição foi montada para comemorar os 260 anos da chegada dos emigrantes açorianos para povoar o sul do Brasil, especificamente o Estado de Santa Catarina. Desta vez estaremos mostrando um pouco do Arquipélago dos Açores para os muitos descendentes de açorianos que residem no estado de Santa Catarina.

São 17 fotografias coloridas no tamanho 80X100 cm, impressos em lona de autoria de Joi Cletison, que atualmente é diretor do Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC e que atua como fotógrafo a mais de 25 anos, tem várias dezenas de exposições realizadas no Brasil e no exterior.

A proposta da exposição é percorrer as diversas cidades do litoral do nosso estado que foram povoadas por emigrantes açorianos e ainda matem vários costumes e tradições que herdaram dos seus antepassados.

Maiores Informações: telefone (48) 3247.9096 ou (48) 37218605 ou via email joi@nea.ufsc.br

Fotografias para divulgaçãohttp://www.nea.ufsc.br/fotos_joi_cletison_acores.zip

SERVIÇOS:

Local: Casa da Cultura de São José

Rua Gaspar Neves, 3175 – Centro histórico de São José

Abertura: 03/08//2010 as 19 horas

Período: 04 a 31 de agosto de 2010.

Promoção: Prefeitura São José e Universidade Federal de santa Catarina

Apoio Cultural: Governo Autônomo dos Açores

Realização: Núcleo de Estudos Açorianos e Casa da Cultura de São José

Texto de apresentação da exposição:

“A proposta desta exposição é viajarmos pelo Arquipélago dos Açores através da visão panorâmica e fotográfica de Joi Cletison. Usando o seu afinado e seleto olhar ele nos apresenta aspectos dos Açores e dos Açorianos, desde a paisagem, o cotidiano, a arquitetura, as tradições, a brincadeira com o touro, a religiosidade, o culto ao Divino Espírito Santo, em momentos cristalizados nestas fotografias.

O Arquipélago dos Açores é formado por nove ilhas de formação vulcânica (Santa Maria, São Miguel, Terceira, Faial, Pico, São Jorge, Flores, Graciosa e Corvo) e está localizado no atlântico norte a uma distância aproximada de 1.600 km do continente europeu.

Conhecendo um pouco das Ilhas Atlânticas, certamente que nos reconheceremos açorianos no nosso Litoral Catarinense e na nossa Ilha de Santa Catarina”.

Francisco do Vale Pereira

Historiador/NEA/UFSC

Exposição AÇORES com Fotografias de Mauricio Abreu

03/03/2010 18:50

O Núcleo de Estudos Açorianos da Universidade Federal de Santa Catarina atua na pesquisa e também na divulgação e preservação das raízes açorianas no Brasil e em especial no litoral do Estado de Santa Catarina. Também atuamos divulgando o Arquipélago dos Açores aqui para os descendentes dos colonizadores açorianos de 7ª, 8ª e 9ª geração que chegaram aqui no século XVIII. Promovemos cursos, palestras, mostras de filmes, folclore, artesanato e de fotografias com os temas mais diversos para mostra a realidade dos Açores.
Desta vez estamos apresentando a exposição Fotográfica “AÇORES” do fotografo português Mauricio de Abreu. A mostra composta de 32 fotografias 30×40 ampliadas em papel fotográfico brilhante nos mostra a nostalgia do arquipélago com imagens da zona rural de varias ilhas. Poderemos ver a religiosidade, a forma simples de cultivar o campo, a arquitetura e  também as belas paisagens naturais.
A mostra estará aberta a partir de 8 de março no Espaço cultural do NEA (Núcleo de Estudos Açorianos) e poderá ser visitada até dia 30 de abril de 2010.

Link para obter fotos para divulgação:
http://www.nea.ufsc.br/ExpoAcores_MauricioAbreu.zip

Maurício Abreu
Nasceu em Coimbra em 1954, estando radicado em Setúbal desde 1964. Concluiu a licenciatura em engenharia eletrotécnica no IST em 1978. A partir de 1983, dedicou-se exclusivamente à fotografia, tendo desenvolvido diversos trabalhos como fotógrafo, produtor e editor, nas áreas do patrimônio natural e cultural, da etnografia e da arquitetura tradicional. É autor e editor de uma coleção de livros fotográficos sobre várias regiões de Portugal: Alentejo, Ribatejo, Açores, Madeira, Algarve, Setúbal, Norte Alentejano, com textos de Hélder Pinho, Álamo de Oliveira, João de Melo, Vicente Jorge Silva, Nuno Júdice, Francisco José Viegas, Isabel Vitor, Luís Jorge Gonçalves, Ana Duarte e José Manuel Fernandes. Tem diversos livros publicados nas principais editoras portuguesas. Em 1997 recebeu  a Medalha de Honra de Cultura da Cidade de Setúbal. E em 2009 foi eleito QEP (Qualified European Photographer) pela FEP ( Federação das European National Professional Photographers Associations ) na Bélgica.
Mais informações sobre o fotografo poderão ser obtidas no endereço www.mauricioabreu.com

SERVIÇOS:
Local: Espaço Cultural do NEA
Universidade Federal de Santa Catarina
Florianópolis- SC – Brasil
Período: 08 de março a 30 de abril de 2010
Visitação: 9:00 as 12:00 e 14:00 às 17:00 horas.
(Segunda a sexta feira)

Contatos: (48) 3721.8606 ou  www.nea.ufsc.br
mauricio@mauricioabreu.com website www.mauricioabreu.com

Promoção:
Universidade Federal de Santa Catarina
Secretaria de Cultura e Arte

Realização:
Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC

Apoio:
Direcção Regional das Comunidades – Governo dos Açores
AGECOM – Agencia de Comunicação da UFSC

EXPOSIÇÃO O CARNAVAL NA ILHA TERCEIRA – Um Festival de Teatro Popular

18/02/2010 18:49

Esta exposição é o resultado de uma maratona de fotográfica chamada “Gestos e Gente no Carnaval Terceirense” que aconteceu no carnaval dos Açores e foi organizado pela Presidência do Governo Regional dos Açores através da Direcção Regional das Comunidades. A proposta era fotografar o carnaval da Ilha Terceira nos Açores, que é uma coisa atípica. Convidaram para participar deste projeto fotógrafos do Brasil, Canadá e EUA onde encontramos emigração açoriana muito forte. Do Brasil foram fotógrafos do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul e o terceiro foi Joi Cletison Diretor do Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC representando Santa Catarina.

A proposta foi fotografar durante os quatro dias de carnaval os “Bailinhos” que acontecem somente na Ilha Terceira nos Açores. Na Ilha Terceira temos duas cidades Angra do Heroísmo (patrimônio da UNESCO) e Praia da Victoria.
O que são os bailinhos? Cada freguesia (bairro) organiza o seu próprio grupo que compõe uma música (letra e arranjos), montam uma coreografia, criam um figurino próprio e depois ensaiam. Nas noites de carnaval se apresentam em sua localidade e depois percorrem as diversas comunidades da Ilha fazendo apresentações.

O fotógrafo Joi Cletison viveu intensamente esta experiência nos quatro dias de carnaval de 2006, fotografando tarde, noite e nas madrugadas de sábado a terça feira de carnaval, tem mais de 900 imagens deste grande festival. Para Joi é impressionante em todos os aspectos “funciona perfeitamente sem que ninguém seja responsável pela organização sai um Grupo e entra outro, o público é fiel permanece ali o tempo todo mantendo os teatros lotados. Cada grupo cuida do tema, letra, música, figurino, transporte e recursos financeiros para montagem. A comunidade oferece apenas o espaço para apresentação e um lanche depois da apresentação. Cada grupo chega a fazer 8 apresentações durante a noite em locais diferentes. Usam como tema os acontecimentos corriqueiros do dia a dia como a política e outros ” A apresentação da exposição é do escritor Álamo de Oliveira. Que já compôs diversas marchas para este carnaval e também foi responsável por várias montagens teatrais e diversos bailinhos de carnaval. Abaixo o texto de apresentação da Exposição.

Local: A mostra acontecerá no Espaço do Hall da Reitoria, na Universidade Federal de Santa Catarina de 09  a 26 de fevereiro de 2010, poderá ser visitada de segunda a sabado das 8 às 20  horas.

Mais informaçoes: pelos fones 48 37318605, 48 99828938 ou via Email  joi@nea.ufsc.br

Promoção da exposição:
Universidade Federal de santa Catarina – SECART
Governo Regional dos Açores – DRC
Realização: Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC

Fotografias: para divulgação poderão ser retiradas no endereço
www.nea.ufsc.br/carnaval.zip

Texto de apresentação da exposição:
“Uma das celebrações festivas do Carnaval mais originais ocorre, com certeza, na ilha Terceira dos Açores. Durante dois/três meses, alguns milhares de pessoas (atores, poetas populares/autores, compositores e músicos, vocalistas, ensaiadores, figurinistas, costureiras) preparam, com talento e afeto, aquele que é o maior Festival de Teatro Popular, se não do Mundo, pelo menos da Europa.
Durante os dias de carnaval, meias centenas de grupos percorrem as oito dezenas de palcos que envolvem a ilha, representando estórias que tocam o imaginário histórico e social ilhéu, nas mais diversas variantes temáticas, tratando-as, literária e teatralmente, de acordo com a sensibilidade de cada tema. Assim, a hagiografia, os feitos históricos e os dramas passionais entram na categoria das «danças» de dia, da noite e de espada, enquanto que os casos que se expõem ao ridículo público são satirizados através do uso de linguagem cômica e bem humorada, a que dão o nome de «bailinhos». «Danças» e «Bailinhos» utilizam o mesmo figurino estrutural (marcha, saudação, apresentação em quadros e desenvolvimento do enredo, despedida e repetição da marcha) e são escritas em poesia rimada bem à maneira do teatro vicentino.
A presente exposição dirá muito da vivência do artista da imagem, que é Joi Cletison, no Carnaval da Terceira, em 2006. Ele testemunha todo o talento, criatividade e, porque não? A genialidade de milhares de artistas, anônimos no dia-a-dia, mas admiráveis nos quatro dias em que desenvolvem este Festival, que é realizado numa ilha com 55 mil habitantes e que é visto por mais de 40 mil espectadores”.

Raminho – Açores, 5 de Janeiro de 2007
Álamo Oliveira – Escritor

Joi Cletison Alves, natural do estado de Santa Catarina/Brasil, é historiador e especialista em história de Santa Catarina. Atualmente exerce a função de Diretor do Núcleo de Estudos Açorianos da Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC. Atuou na direção do Departamento Artístico Cultural da UFSC onde implantou a Galeria de Arte desta Universidade, também dirigiu várias Instituições culturais no Estado de Santa Catarina. Atua como fotógrafo há mais de 30 anos com dezenas de exposições realizadas no Brasil e outros países.

NEA/UFSC na Feira Internacional de Artesanato

16/11/2009 18:39

Projeto Saber fazer do Núcleo de Estudos Açorianos será apresentado nos Açores durante a Expo- Artesanato da Macaronesia e do Atlântico (criatividade e inovação) que acontecerá nos Açores na Ilha de São Miguel de 18 a 20 de novembro de 2009.A região da Macaronesia é formada pelas ilhas do Atlântico norte.O Diretor do Núcleo de Estudos Açorianos da Universidade Federal de Santa Catarina estará fazendo uma palestra durante o fórum com o tema “Artesanato de origem Açoriana no Sul do Brasil – Herança e inovação” na qual ira abordar o projeto “Saber Fazer” do NEA/UFSC que valoriza, preserva e divulga as heranças culturais açorianas no saber fazer dos artesãos.

O projeto Saber Fazer tem como proposta estimular às práticas artesanais tradicionais desenvolvidas pelos descendentes de açorianos no litoral catarinense, buscando elevar a auto-estima desses habitantes, reafirmando o indivíduo e a coletividade O artesanato é uma atividade que quando produzido com qualidade tem grande potencial econômico e é um instrumento inestimável no processo de reconhecimento e fortalecimento da identidade da cultura regional.O Objetivo do projeto é estimular produtores do artesanato de referência cultural  açoriana ao uso de matérias primas disponíveis na região e a produção através dos conhecimentos transmitidos pelos mais velhos através do ensino informal. Através dos cursos oferecidos pelo NEA orientamos para a melhoria da apresentação do seu produto com objetivo de agregar valor a sua produção. Também realizamos oficinas com estes artesões para repasse destas técnicas de produção. A artesã Osmarina Villalva foi convidada para acompanhar o Diretor do NEA na viagem aos Açores, onde estará expondo no Estande do NEA/UFSC na feira Internacional de Artesanato a sua produção de cerâmica figurativa e também demonstrando o seu Saber Fazer. Neste estande também estaremos mostrando uma exposição de fotografias da produção de vários artesãos aqui do estado catarinense.Anexo o link para obter fotos de divulgação e o programa do Evento. http://www.nea.ufsc.br/ArtesanatoAcores.zip

Serviços:
Local: Ilha de São Miguel – Arquipélago do Açores – PORTUGAL

Data: 18 a 20/11/2009