Troféu Açorianidade

Através do Conselho Deliberativo do Núcleo de Estudos Açorianos da Universidade Federal de Santa Catarina foi instituido, em 1996, o Troféu Açorianidade com objetivo de reconhecer e valorizar o trabalho de Instituições, Pessoas e Empresas, em prol da Cultura de Base Açoriana do estado de Santa Catarina.

Com este troféu, que é entregue anualmente, o NEA tem procurado reconhecer a dedicação destas pessoas e instituições no zelo, em prol da causa da cultura açoriana.

A escolha dos profissionais, empresas e instituições que receberão os troféus são feitas pelo Conselho Deliberativo do Núcleo de Estudos Açorianos. Este Conselho é formado por 56 representantes das Prefeituras Municipais do litoral catarinense, Universidades Regionais e Fundações Culturais que atuam no litoral catarinense. Tem assento, também neste Conselho, SETUR, IPUF, SANTUR, Arquivo Público, e Consulado Honorário de Portugal. Os componentes do Conselho Deliberativo têm o direito de fazer as indicações e posteriormente participarem da eleição dos agraciados.

Altura 21 cm

A criação do protótipo do Troféu Açorianidade foi feita através de concurso público realizado em 1996, aberto a todo Estado de Santa Catarina sendo vencedor o Artista Plástico João Aurino Dias “Dão”. Nesta obra podemos ver a presença da religiosidade através da Bandeira e Pomba do Divino Espírito Santo, notamos a presença de um bote baleeiro, embarcações trazidas pelos açorianos e no verso deste troféu têm o registro de movimentos da dança folclórica açoriana.

Todos os anos são entregues 10 troféus com os seguintes nomes e quesitos:
Troféu Ilha de São Miguel – homenageia a Instituição de Ensino Superior ou Cultural de SC
Troféu Ilha Terceira – homenageia um Grupo Folclórico
Troféu Ilha do Faial – homenageia uma Administração Municipal
Troféu Ilha do Pico – homenageia um Mestre dos Saberes e Fazeres
Troféu Ilha de São Jorge – homenageia uma Personalidade
Troféu Ilha Graciosa – homenageia um Pesquisador
Troféu Ilha das Flores – homenageia um Artista Plástico
Troféu Ilha de Santa Maria – homenageia uma Empresa/Patrocínio ou um Veículo de Comunicação
Troféu Ilha do Corvo – homenageia um Artesão
Troféu Ilha de Santa Catarina – homenageia uma Escola do Ensino Fundamental ou médio
Os nomes destes troféus fazem menção as nove ilhas do Arquipélago Açoriano. A Ilha de Santa Catarina empresta o nome ao décimo troféu, que acreditamos ser a décima Ilha do arquipélago Açoriano.

O município sede da Festa Anual da Cultura Açoriana de Santa Catarina recebe o Troféu Açorianidade/AÇOR sem concorrer às indicações e votações. Esta foi à forma que o Conselho Deliberativo do Núcleo de Estudos Açorianos encontrou de homenageia e agradecer a cidade sede desta Festa.

PESSOAS E INSTITUIÇÕES QUE JÁ FORAM AGRACIADAS COM O TROFEU AÇORIANIDADE

Troféu Ilha De Santa Catarina – Homenageia as Escolas de Ensino Fundamental e Médio.
O Núcleo de Estudos Açorianos acredita que investir na educação é o melhor caminho para que as futuras gerações valorizem as suas raízes culturais. Este troféu tem como propósito incentivar o trabalho nas escolas de ensino fundamental e médio.
Já foram agraciadas com este troféu as seguintes escolas:
Escola Municipal Belarminda de Souza Pires – Imbituba. (1997)
Colégio Estadual Eulina H. Barreto – Imaruí. (1998)
Colégio Nossa Senhora de Fátima – Florianópolis. (1998)
Colégio Estadual Dom Afonso Niehues – Itajaí. (1999)
Escola Municipal Castelo Branco – Florianópolis. (2000)
Escola Municipal Amaro Coelho – Araquari. (2001)
Escola Básica Municipal Nair Alves Bratti – Sombrio. (2002)
Escola Municipal Rubens João de Souza – Penha. (2003)
Escola Municipal João Agnelo Vieira – Araquari. (2004)
Escola Especial Hennry Coelho – Penha. (2005)
Escola Básica Municipal Osmar Cunha – Florianópolis. (2006)
Escola Estadual Gregório Manoel de Bem – Laguna. (2007)
Escola Elvira Sarda da Silva – Gov. Celso Ramos. (2008)
Escola Estadual Maria Rita Flor – Bombinhas. (2009)
Escola Maria da Glória Veríssimo de Farias – Itapema. (2010)
Escola Modelo – Palhoça. (2011)
Escola Judith Duarte de Oliveira – Itajaí. (2012)
Escola Ivone Terezinha Garcia – Camboriú. (2013)
Escola Básica Aníbal Nunes Pires – Florianópolis. (2014)
Escola Municipal José Fernandes Silveira – Içara. (2015)
Escola Maria Gasino Borba” – São João do Itaperiú. (2016)

Troféu Ilha do Corvo – Homenageia o artesão.
Este troféu tem como proposta homenagear artesãos que, até hoje, ainda preservam as maneiras de fazer e trabalhar a matéria, que nossos antepassados açorianos trouxeram para cá no século XVIII. Muitos destes artesãos do litoral catarinense tem como única fonte de renda o artesanato que produzem.
Já foram agraciados com este troféu os seguintes artesãos:
Sr. Duca – Oleiro de São José. (1996)
D. Zélia – Rendeira de Florianópolis. (1997)
D. Marta Medeiros – Oleira de São José. (1998)
D. Julia Machado – Criveira de Biguaçu. (1999)
D. Ezaltina Ana de Oliveira – Tecelã de Gravatal. (2000)
Sr. José Marcondes “O Tiririca” – Artesão/Boi de Mamão de Tubarão.(2001)
Sr. Jorge Alfredo Rodrigues – Oleiro de São José.(2002)
José Geraldo Germano – Oleiro de São José. (2003)
Pedra dos Santos Mota “D. Pedrinha” – Artesã de cestaria e palha de Sombrio. (2004)
Patrícia Amantino Estivallet – Ceramista de Porto Belo. (2005)
Tânia Regina Inácio Fernandes – Oleira de São José. (2006)
Noemia dos Santos – Artesã de cestaria de São José. (2007)
Cipriana Luiza Pinheiro – Tecelã de Bombinhas. (2008)
Maria José Alves – Rendeira/fiandeira de tucum de Barra Velha. (2009)
Rosana Carvalho da Silveira – Artesã/Boi de Mamão de São Francisco do Sul. (2010)
Vilson de Oliveira – Tecelão de Gravatal. (2011)
Newton Souza – Oleiro de São José. (2012)
Bill Farney Medeiros – Oleiro de São José. (2013)
Manoel Constante – Mestre naval de Garopaba. (2014)
Zenirma Martinha Martins “Nida” – Rendeira de Palhoça. (2015)
 Marcionei Fernandes – Sombrio. (2016)

Troféu Ilha das Flores – Homenageia um artista plástico.
Faz uma homenagem a este artista que, através de sua arte, registra, divulga, e, com o seu toque pessoal, embeleza mais ainda a cultura Açoriana.
Já foram agraciados com este troféu os seguintes artistas:
Willy Zumblick – Tubarão. (1996)
Jone Cesar Araújo – Palhoça. (1997)
Sueli Beduski – Porto Belo. (1998)
Joi Cletison – Florianópolis. (1999)
João Aurino Dias – Palhoça. (2000)
Dircea Binder – Florianópolis. (2001)
João Otávio Neves Filho “Janga” – Florianopolis. (2002)
Aldair Nascimento Carvalho “Daia” – Araquari. (2003)
Conny Baumgart – São Francisco do Sul. (2004)
Sonia Peres – Itajaí. (2005)
Richard Calil Bulos – Laguna. (2006)
Maria Celeste Neves – Florianópolis. (2007)
Vera Sabino – Florianópolis. (2008)
Agê Pinheiro – Itajaí. (2009)
Paulo Vilalva e Osmarina Vilalva – Florianópolis. (2010)
Plínio Verani – São José. (2011)
Elias Andrade – Florianópolis. (2012)
Salete Maria de Oliveira “Soli” – São José. (2013)
Marcelo Calazans Ribeiro – Florianópolis. (2014)
Miriam Vaccarelli – Bombinhas. (2015)

 Márcia Rosane Conceição – Itajaí. (2016)

Troféu Ilha de São Jorge – Homenageia Personalidades.
Através deste troféu o NEA procura homenagear pessoas que tem prestado relevantes serviços às comunidade de base Açoriana em Santa Catarina no resgatando e na preservação das suas raízes.
Já foram agraciadas com este troféu as seguintes pessoas:
Prof. Dalmo Vieira – Florianópolis. (1996)
Prof. Acyr Osmar de Oliveira – Itajaí. (1997)
Sr. Francisco Ernesto de Oliveira Martins – Ilha Terceira/Açores. (1998)
Prof. Duarte Mendes – Ilha Terceira/Açores. (1999)
Prof. João Lupi – Florianópolis. (2000)
Profª Cilesia Nascimento Inácio – Imbituba. (2001)
Sr. Eduardo Teixeira Leite – Itajai. (2002)
Aldo João Nunes – Florianópolis. (2003)
Ângela Regina Heinzen Amin Helou – Florianópolis. (2004)
Almir Martins – Imbituba. (2005)
Sileide Maria da Silva Lisboa – Florianópolis. (2006)
Nereu do Vale Pereira – Florianópolis. (2007)
Cristiane de Jesus – Porto Belo. (2008)
Francisco do Vale Pereira – Florianópolis. (2009)
Manoel J. Silva e Maria Zumira Silva – Gov. Celso Ramos. (2010)
Paulo Ricardo Caminha – Florianópolis. (2011)
Clair Fermiano – Sombrio. (2012)
Maria Delfina Schimidt – Florianópolis. (2013)
Celso Sandrini – Florianópolis. (2014)
Maria da Graça Pereira – Porto Belo. (2015)

Carin Heloisa Hahn da Silva Machado – Florianópolis.(2016)

Troféu Ilha Terceira – Homenageia Grupos Folclóricos.
Talvez a ilha mais cultural e festeira dos Açores, empresta o nome para homenagear os grupos folclóricos que certamente, com sua beleza e autenticidade, são umas das marcas mais expressivas da Cultura de Base Açoriana do nosso litoral.
Já foram agraciados com este troféu os seguintes grupos:
Dança e Cantares Arcos – Biguaçu. (1996)
Reis do Oriente – Içara. (1997)
Estrela Guia da – Imbituba. (1998)
Ternos de Reis São Luís Gonzaga – Garopaba. (1999)
Grupo Folclórico Itapocorói – Penha. (2000)
Grupo Folclórico da Terceira Idade da UFSC. (2001)
Grupo Folclórico Boi de Mamão da APAE – Palhoça. (2002)
Grupo Açor Sul – Sombrio. (2003)
Grupo Folclórico Rancho Açoriano – Criciúma. (2004)
Grupo Terno de Reis – Barra Velha. (2005)
Boi de Mamão e Dança Portuguesa – Itajaí. (2006)
Grupo Folclórico Mixtura – Bombinhas. (2007)
Grupo Cultural Cru de Teatro e Boi de Mamão – Jaguaruna. (2008)
Grupo Folclórico Alegria – Porto Belo. (2009)
Grupo Folclórico Mocinhas da Cidade de Araquari. (2010)
Boi de Mamão de São Paulinho – Itapema. (2011)
Mastro de São Sebastião de Itapocoroy – Penha. (2012)
Casa da Dindinha – Laguna. (2013)
Grupo de Reis do Oriente – Içara. (2014)
Grupo Folclórico Municipal Alma Açoriana – Barra Velha. (2015)

Grupo Mirim Boi Malhado – São João do Itaperiú. (2016)

Troféu Ilha da Graciosa – Homenageia o Pesquisador.
Este troféu presta homenagem ao pesquisador. Estas abnegadas pessoas que, através de documentos, fatos e interpretações, nos tem repassado a história que conhecemos dos Açores e a história da epopéia do povoamento açoriano no Brasil Meridional e os acontecimentos mais recentes relacionados a esta temática.
Já foram agraciados com este troféu os seguintes pesquisadores:
Museólogo Gelci José Coelho – São José. (1996)
Prof. Dr.Vilson Francisco Farias – São José. (1997)
Profa. Ana Lucia Coutinho – Biguaçu. (1998)
Prof. Dr. Nereu do Vale Pereira – Florianópolis. (1999)
Prof. Dr.Valter Fernando Piazza – Florianópolis. (2000)
Prof. Edison D’avila – Itajai. (2001)
Arquiteta Fátima Regina Althoff – Florianópolis. (2002)
Eugênio Lacerda – Florianópolis. (2003)
Eliane Veras da Veiga – Florianópolis. (2004)
Cleusa Martins – Florianópolis. (2005)
Osvaldo Ferreira de Melo – Florianópolis. (2006)
João Leal – Lisboa/Portugal. (2007)
Sergio Luiz Ferreira – Florianópolis. (2008)
Vilson Francisco Farias – São José. (2009)
Vera Eli Pereira Pires – Bombinhas. (2010)
Rosane Luchtemberg – Bombinhas. (2011)
Andréia Oliveira – São Francisco do Sul. (2012)
Fabiana Kretzer – Porto Belo. (2013)
Elza de Mello Fernandes – Içara. (2014)
Maria do Carmo Ramos Krieger – Penha. (2015)

Luiz Antônio Patrício – Bombinhas. (2016)

Troféu Ilha de São Miguel – Homenageia Instituição de Ensino Superior / Cultural.
É um reconhecimento ao trabalho, que as instituições de ensino superior de Santa Catarina vêm fazendo em prol da cultura de base Açoriana do nosso Estado. As Universidades têm um papel fundamental na formação dos futuros cidadãos catarinenses, e acreditamos que nestas Universidades podemos fazer um trabalho muito forte em prol da Cultura de Base Açoriana na pesquisa, ensino e extensão.
Já foram agraciadas com este troféu as seguintes universidades:
Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. (1996)
Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC. (1997)
Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL. (1998)
Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. (1999)
Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI. (2000)
Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL. (2001)
Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC. (2002)
Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. (2003)
Museu Nacional do Mar – São Francisco do Sul. (2004)
Casa da Cultura de Araquari. (2005)
Instituto Boimamão – Bombinhas. (2006)
Fundação Genésio Miranda Lins – Itajaí. (2007)
Escola Profissional Olaria Beira Mar – São José. (2008)
Casa da Cultura de Sombrio. (2009)
Engenho Andrade – Florianópolis. (2010)
UFSC – 50 Anos. (2011)
Associação Ecomuseu Ribeirão da Ilha/Casa Rural Açoriana – Florianópolis. (2012)
Casa dos Açores Ilha de Santa Catarina – Florianópolis. (2013)
Irmandade Senhor dos Passos – Florianópolis. (2014)
Casa Açoriana Artes e Tramoias – Florianópolis. (2015)

 Casa da Cultura Açoriana  –  Palhoça. (2016)

Troféu Ilha do Faial – Homenageia a Administração Municipal.
Este troféu reconhece o trabalho das administrações municipais nas áreas de educação, cultura, turismo e eventos que procuram consolidar esta herança cultural de Base Açoriana.
Já foram agraciadas com este troféu as seguintes prefeituras:
Prefeitura de Itajaí. (1996)
Prefeitura de Içara. (1997)
Prefeitura de São Francisco do Sul. (1998)
Prefeitura de Sombrio. (1999)
Prefeitura de Imbituba. (2000)
Prefeitura de Florianópolis. (2001)
Prefeitura de Penha. (2002)
Prefeitura de Itajaí. (2003)
Prefeitura de Araquari. (2004)
Prefeitura de Porto Belo. (2005)
Prefeitura de Governador Celso Ramos. (2006)
Prefeitura de Balneário Camboriú. (2007)
Prefeitura de Sombrio. (2008)
Prefeitura de São Francisco do Sul. (2009)
Prefeitura de Itajaí. (2010)
Prefeitura de Barra Velha. (2011)
Prefeitura de Palhoça. (2012)
Prefeitura de Bombinhas. (2013)
Prefeitura de Itapema. (2014)
Prefeitura de São Francisco do Sul. (2015)

Prefeitura Municipal de São José.(2016)

Troféu Ilha do Pico – Homenageia Meste dos Saberes e Fazeres.
No ano de 2014, o Conselho Deliberativo do NEA instituiu o Troféu Mestre dos Saberes e Fazeres para homenagear, reconhecer e valorizar estas pessoas que vivem de um modo muito simples, mas que detém um saber fazer impressionante sobre a cultura popular de herança açoriana na música, na religiosidade, nas lendas, nas técnicas construtivas, da produção artesanal em muitos outros aspectos da nossa cultura catarinense.
Já foram agraciados com este troféu os seguintes mestres:
Luzair Mauro Martins/Repentista – Palhoça. (2014)
Valdeli C. de Souza/Lili da Rabéca – Florianópolis. (2015)

Silvio Valmor Vieira (cantador) – Itapema.(2016)

Troféu Ilha de Santa Maria – Homenageia a Empresa/Patrocínio ou Veículo de Comunicação
Foi criado com o propósito de homenagear veículos de comunicação ou empresa patrocínio, pois reconhecemos o papel importantíssimo da Imprensa na divulgação e valorização da Cultura de Base Açoriana e, da mesma forma, homenagear uma empresa que patrocine e apoie projetos culturais valorizando a herança cultural açoriana.
No ano de 2014, o Conselho Deliberativo do NEA, instituiu o Troféu Ilha do Pico para homenagear a categoria Mestre dos Saberes e Fazeres. Com essa mudança, houve a junção dos quesitos de empresa/patrocínio com veiculo de comunicação numa mesma categoria de troféu.
Já foram agraciadas com este troféu as seguintes empresas:
Banco do Estado de Santa Catarina | TV Barriga Verde. (1996)
Empresa Brasileira de Correios | Jornal AN-Capital. (1997)
Restaurante Pirão D’Água | Rede Brasil Sul de Televisão – RBS. (1998)
Petrobrás | Revista Mares do Sul. (1999)
TAP Air Portugal | Sistema Brasileiro de Televisão – SBT. (2000)
Petrobrás | TVCOM. (2001)
Associação Comercial Industrial e Agrícola de Araquari | Programa “Bar Fala Mané” de Aldírio Simões /SBT. (2002)
Portobello S.A. | TV Cultura Santa Catarina. (2003)
Eletrosul | Jornal A Noticia. (2004)
Vega do Sul | Programa Nossa Terra Nossa Gente – TVBV. (2005)
Petrobrás | RBS – TV. (2006)
Celesc Distribuição S.A. | Rede Bandeirantes de TV. (2007)
Tractebel Energia S.A. | Jornal de Laguna. (2008)
Cardial Feiras e Eventos | Programa Lusitando/TV Itajaí. (2009)
Programa Cultura Açoriana/Radio AM/Imbituba. (2010)
Santa Catarina Turismo – SANTUR | RIC Record – Jornal Noticias do Dia. (2011)
Rádio CBN Diário. (2012)
Jornal Notícias do Dia – Florianópolis. (2013)
Pousada Vila do Farol – Bombinhas. (2015)

Grupo Correio do Sul / Rádio – Sombrio. (2016)

Troféu Açorianidade Especial – Homenagem especial a pessoas e/ou instituições.
O Regulamento do Troféu Açorianidade, aprovado pelo Conselho Deliberativo do NEA, prevê a criação de no máximo mais um Troféu Açorianidade Especial por ano, para homenagear pessoas e/ou instituições que se destaquem pelas ações em favor da Cultura Açoriana. Nestes sete anos da existência do Troféu Açorianidade em apenas duas vezes foi concedido esta homenagem especial.
Já foram agraciadas com este troféu as seguintes pessoas:
Sr. João Antônio Branco Martins – Ilha Terceira/Açores. (2001)
Dra. Alzira Serpa Silva – Ilha do Faial/Açores. (2002)
Escola de Oleiro Joaquim Antônio Medeiros – São José. (2003)
Carlos Manuel do Vale Cezar – Presidente do Governo Regional dos Açores. (2003)
ALAI – Associação Luso Açoriana – Itajaí (2004)
Franklin Joaquim Cascaes – 100 anos. (2008)
Dr. João Manuel Guerra Salgueiro – Embaixador de Portugal no Brasil. (2010)
Jussara Bayer – Florianópolis. (2012)
Grupo Folclórico Casa dos Açores – Rio Grande do Sul. (2013)
Grupo Folclórico Casa dos Açores – São Paulo. (2014)
Joi Cletison Alves – Florianópolis. (2015)

Troféu Açorianidade/Açor – Homenageia a cidade sede da Festa da Cultura de Base Açoriana de Santa Catarina.
Já foram agraciadas com este troféu os seguintes municípios:
Prefeitura de Porto Belo. (1996)
Prefeitura de Içara. (1997)
Prefeitura de Penha. (1998)
Prefeitura de Imbituba. (1999)
Prefeitura de Garopaba. (2000)
Prefeitura de São José. (2001)
Prefeitura de Araquari. (2002)
Prefeitura de Tijucas. (2003)
Prefeitura de São Francisco do Sul. (2004)
Prefeitura de Barra Velha. (2005)
Prefeitura de Laguna. (2006)
Prefeitura de Governador Celso Ramos. (2007)
Prefeitura de Itajaí. (2008)
Prefeitura de Palhoça. (2009)
Prefeitura de Governador Celso Ramos. (2010)
Prefeitura de Sombrio. (2011)
Prefeitura de São Francisco do Sul. (2012)
Prefeitura de Içara. (2013)
Prefeitura de Florianópolis. (2014)
Prefeitura de Bombinhas. (2015)

Prefeitura Municipal de Itajaí. (2016)